Leandro Cunha – Topo

Depressão: Ninguém está sozinho

Por Daniel Romano

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Sou um otimista de carteirinha e gostei muito da forma como o meu amigo Thiago abordou o tema depressão. Talvez o texto dele ajude quem também vive, assim como ele viveu e superou esse problema tão particular. Não deve ser nada fácil e as idas e vindas devem existir, assim como tudo na vida. Mas nada melhor do que alguém que pode falar com propriedade e vivência sobre essa questão, já que muita gente trata como frescura ou tristeza. Acho importante que as pessoas se conscientizem. Isso já é o suficiente. Abordar o tema de forma agressiva ou com preconceito não ajuda em nada quem vive o problema. Vale destacar também a diferença entre depressão e tristeza. São situações diferentes. Depressão é uma doença, já tristeza não é. Enfim, fiquem agora com as palavras do Thiago, eu encerro por aqui.

“Ninguém está sozinho!”

“Sempre fui uma pessoa fechada para o mundo em relação aos meus problemas. Nunca fui o tipo de pessoa que fica reclamando que está passando por momentos ruins ou algo do tipo, sempre preferi “sofrer” sozinho, no meu canto, tentando achar uma solução para o problema. Mas ano passado teve um problema que me pegou de jeito. A famosa “depressão” veio sem aviso prévio e sem plano de voo. No início, foi difícil de reconher que se tratava de um estado depressivo. Eu pensava “não pode ser, logo eu, um cara tão alegre com a vida? Deve ser só uma fase!” Mas não era. Era incrível o fato de eu estar em uma festa, me divertir imensamente e de repente em casa me sentir o cara mais sozinho do mundo! Eu mesmo não acreditava. Como assim? Vinte minutos atrás eu estava super animado e agora a emoção foi embora, como pode? E pior, eu estava em um estado onde não importava se estava com meus pais, minha namorada ou amigos, quando eles iam embora o estado depressivo voltava. Não sentia vontade de sair para lugar algum, era horrível!

Mas graças a Deus nunca tive pensamentos suicidas, pois meu amor pela vida sempre foi extremo. Então eu, em um certo momento, soube que teria que aceitar que estava com depressão e precisava achar uma solução pra isso. Como todo problema, esse seria mais um no qual eu precisava solucionar sozinho. Foi então que eu comecei a buscar meu desenvolvimento pessoal e a evoluir o meu ser. Aceitava o momento depressivo quando vinha e através de técnicas eu o afastava ligeiramente, sem me magoar ou magoar os que estavam próximos de mim (através de grosserias). Sei que milhares de pessoas no mundo passam por situações como essa, e a maior parte delas perdem a vida por essas situações. Quero que saibam que não estão sozinhas e que SIM, existe solução! Podem entrar em contato e contar com o meu apoio.

Até hoje o estado depressivo insiste em vir, mas eu mando ele embora vivendo da melhor maneira possível.”

“Fique com Deus!
VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO!”

Thiago Oliveira

@eusouthiagooliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *