Anthonia Helayel – Topo

Brigar por politica causa estresse e afeta a produtividade no trabalho

Por Tânia Ribeiro

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Com as eleições batendo na porta, em quase todo lugar que se vá, sempre tem alguém discutindo sobre politica.

Muitos defendem seu ponto de vista com unhas e dentes, e muitas vezes com a desculpa de “debate” o que querem mesmo é doutrinar o outro lado.

É tambem muito comum rótulos serem distribuidos , de maneira a separar as pessoas em grupos.

Por exemplo , no Brasil somos; Petralha ou coxinha, nos EUA Democrata ou republicano.

Um estudo da Associação Americana de Psicologia que analisou mudanças nas relações profissionais dos americanos nas ultimas eleições presidenciais, mostra que; Sem importar qual posição ou candidato que se defende:

-Discutir política no trabalho aumenta o estresse, cria rixas entre funcionários e produz um maior isolamento entre eles.

Essa pesquisa foi feita online, atraves de um questionário com 927 adultos empregados — E pelos resultados do estudo, dá pra ver que o debate político realmente aumenta a separação e o estresse:

Pelo menos 28% dos trabalhadores jovens (entre 18 e 34 anos) disseram que estavam estressados exclusivamente por causa do aumento de debates políticos durante o expediente,

Sobre a queda na produtividade; 19% disseram que a produtividade caiu muito desde que as discussões relacionadas às eleições dominaram os papos na hora do cafezinho.

24% também acham que a qualidade do trabalho foi pro chinelo, e 21% afirmaram que desenvolveram dificuldades para terminar o trabalho do dia por causa disso.

Observando algumas respostas, que sugerem a busca por isolamento : 54% das pessoas entrevistadas disseram que evitam discutir política com os colegas, e 20% também passaram a evitar colegas com opiniões diferentes para evitar embates.

Tambem é interessante notar que quase metade (47%) dos entrevistados, acredita que essa brigalhada toda não aconteceria no passado, sem as redes sociais. .

Agora, quer saber qual o lado mais briguento? Adivinha…nenhum! Pelo menos, a pesquisa não encontrou diferença expressiva entre os níveis de estresse entre quem é “coxinha” ou “petralha”, ao exemplo dos EUA.

Ou seja: não importa qual o posicionamento político,e sim o efeito negativo na saúde, depois de uma dessas brigas.

Sabemos que a política está presente em boa parte dos aspectos que rondam nossa vida.

E que nem sempre é possivel evitar discussões, porém, para manter a serenidade, todo esforço vale a pena.

Algumas praticas de meditação, contemplação da natureza, oração, e exercicios fisicos são bons recursos para reduzir o estresse.

Assim como ouvir uma musica relaxante, ler um bom livro durante os espaços de folga no trabalho, de forma a poder se desligar um pouco, são atitudes simples e muito bem vindas para manter sua paz, e sanidade.

Lembra que, situação politica sempre passa…Cuide bem do que é precioso, sua saúde e seu bem estar!!

taniaTânia Ribeiro é Administradora por formação, Empresária, com forte experiência no mercado financeiro. É Coach, especialista em Finanças Pessoais, Empreendedorismo e também em Psicologia Positiva. Coautora do livro “Transformando motivação em hábito” e colunista do Jornal Folha do Rio de Janeiro.
Atua também como gestora voluntária da ONG internacional UNIPAZ-SC.
Mora em Florianópolis, é fotógrafa nas horas livres, apaixonada por desenvolvimento pessoal e por todas as formas de autorrealização

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *