Hinode – 1

Não se deixe abater: Dê a volta por cima

Por Vera Barbosa

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Reconhecer a queda, mas não desanimar. Levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Essa poderia ser uma definição popular do conceito psicológico de resiliência, que nada mais é que,  a capacidade que a pessoa tem de se adaptar ou evoluir, a partir de uma situação adversa.

Dar a volta por cima é entender que nem sempre as situações estão  controladas, é mostrar a si mesmo que é capaz de evoluir e ser determinado. Não precisa ser insistente e bater na mesma tecla, mesmo que o mundo esteja caindo, mas basta compreender o cenário e escolher as melhores opções para administrar uma crise.

A pessoa resiliente adoece menos, toma decisões mais acertadas, assume riscos controlados, trabalha melhor em equipe e consegue assumir mais responsabilidade; por ter maior equilíbrio emocional, consegue usar suas habilidades e interagir de forma mais amigável com as pessoas.

Adquirir resiliência não significa nutrir otimismo cego. É sim descobrir a “força das emoções”. Em vez de olhar apenas para o lado positivo das coisas e afastar as emoções negativas, as pessoas resilientes se permitem vivenciar plenamente o que sentem em qualquer situação, quer seja algo bom ou ruim, assim vão conseguir fechar os ciclos que devem ser fechados.

“A pessoa resiliente não procura varrer as emoções negativas para baixo do tapete, mas as deixa ficar lado a lado com as outras emoções, para conseguir ressignifica-las quando não forem boas.

Cada vez que otimistas realistas enfrentam uma questão, um desafio ou um problema, eles não dizem ‘não tenho escolha, e esta é minha única alternativa, o caminho é ter  planos …um plano A, um plano B e um plano C.

Quando você sofre um tombo grande, é importante contar com recursos que o ajudem a se reerguer, e isso inclui ter pessoas em quem possa se apoiar, muitas vezes um profissional da área que te ajude nessa hora .

As pessoas resilientes buscam experiências que as permitam crescer, que fomentem sua independência e sua capacidade de tomar decisões por conta própria. Tudo isso lhes confere confiança em sua capacidade de dar a volta por cima depois de sofrer fracassos.

Lembre-se desafios, dificuldades fazem parte  e  são muitas vezes  fundamentais em nossa vida, pois  nos obrigam a ir mais longe, a superar os nossos próprios limites, desse modo, nos ajudam a avançar na nossa evolução enquanto seres humanos.

A vida sempre irá apresentar desafios e todas as pessoas possuem algum tipo de limitação — seja física, emocional ou ambiental. Diante disso é possível escolher entre duas opções: tornar-se vítima das situações ou transformar o desconforto em motivação para superar e enfrentar as barreiras internas ou externas.

Para superar os desafios, encarar situações que parecem não ter saída e enfrentar as adversidades é fundamental ter resiliência para não entrar em desespero diante dos imprevistos.

Superar os desafios impostos pela vida é uma tarefa que exige o desenvolvimento da Inteligência  Emocional.

Pessoas vencedoras não são aquelas que não falham, são aquelas que não desistem. Nenhum obstáculo será grande, se a sua vontade de vencer for maior.

Então Ouse, se tiver medo, coloque um pouco de atrevimento e Permita-se SEMPRE…

foto jornal novaVERA BARBOSA

Master Coach Executive Bussiness com Certificação Internacional- EUA; Colunista da Folha do Rio de Janeiro; Graduada em Administração – Processos Gerenciais; Formação em Programação Neurolingistica-PNL; Hipnóloga com Certificação pela University Humanistic of the Americas; Especialista em Saúde e Espiritualidade; Aconselhamento Motivacional, Desenvolvimento Pessoal e Análise Comportamental ; Formada em Shiatsu Emocional;  Escritora – Coautora do livro “A Arte da Superação”, Autora do livro “Permita-se”. Atua como Coach Sensorial aliado a seis terapias (Shiatsu Emocional, Reik, Reflexologia, Barra de Acess, Cromoterapia e Aromaterapia), Pioneira no Brasil no atendimento de Coach aliado as seis terapias;  Consultora, Palestrante e Traine

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *