Anthonia Helayel – Topo

Roberto Sales promove sessão solene para comemorar 163 anos do Congregacionalismo Pátrio no Brasil

Por Edir Lima

Roberto Sales promove sessão solene para comemorar 163 anos do Congregacionalismo Pátrio no Brasil

A Câmara dos Deputados realizou, no último dia 24, uma sessão solene, requerida pelo deputado Roberto Sales (DEM-RJ), para homenagear os 163 anos do Congregacionalismo Pátrio, comemorado no dia 10 de maio. O parlamentar referendou a história de Robert Kalley, um dos missionários que trouxe para o Brasil, a partir da década de 1850, as igrejas Congregacional, Presbiteriana, Metodista, Batista e Episcopal.

“Foi a voz profética de minha época. Ele instalou a primeira denominação evangélica brasileira em língua portuguesa, a primeira escola bíblica dominical no Brasil e a base para o congregacionalismo brasileiro. Devido a sua atitude e coragem, podemos celebrar com muita alegria um marco de uma congregação que lutou na sua origem por direitos das pessoas que não professavam a fé católica no Brasil à época do império. Além disso, deixou um legado inestimável para liberdade religiosa, dando oportunidades de enterrar nossos mortos crentes, fazer casamentos protestantes e distribuir bíblias ao nosso povo escravizado na idolatria pagã”, completou.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a luta por liberdade religiosa que marcou a história das igrejas congregacionais deixou um legado precioso para a humanidade.

“Tal liberdade constitui hoje um valor fundamental da sociedade brasileira e um direito individual inscrito na nossa Constituição. Por isso, é justíssima a homenagem às igrejas congregacionais. Elas têm enriquecido a cultura do país com excelentes valores”, analisou.

Maia ressaltou também da história da religião no Brasil, iniciada pela chegada do missionário escocês Robert Kalley e sua esposa Sara Kalley no Rio de Janeiro em 1855. Segundo ele, esse fato marca a entrada em solo nacional das igrejas congregacionais e dá início à expansão protestante no Brasil.

“Antes dele a presença protestante havia se restringindo às invasões francesas e holandesas do período colonial ou após a abertura dos portos em 1808, às comunidades de imigrantes europeus”, declarou.
Histórico

O Congregacionalismo Pátrio é um movimento protestante que reúne no Brasil cerca de 110 mil fiéis, segundo o censo de 2010 do IBGE.

Robert Kalley foi o primeiro de uma leva de missionários que trouxeram ao país as igrejas Congregacional, Presbiteriana, Metodista, Batista e Episcopal. A partir daí, começou a conversão de brasileiros à fé protestante, tendência que ganharia ainda mais força com a chegada do Pentecostalismo no século 20.

Kalley também estabeleceu a igreja evangélica Fluminense em 1858 e a Igreja Evangélica Pernambucana em 1873. Até hoje, os maiores centros do congregacionalismo brasileiro no Rio de Janeiro e no Nordeste descendem dessas duas igrejas pioneiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *