Uninter – 1

Ceagesp de SP fica aberto 24 horas para abastecimento até 9 de junho

Por Agência Brasil

Ceagesp de SP fica aberto 24 horas para abastecimento até 9 de junho. Foto: Divulgação/Aequivo

Ceagesp de SP fica aberto 24 horas para abastecimento até 9 de junho. Foto: Divulgação/Arquivo

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) vai permanecer aberto 24 horas por dia para carga e descarga de mercadorias até o dia 9 de junho. A medida, que vale para o entreposto da capital paulista, visa a auxiliar o processo de normalização dos estoques após o período mais intenso de bloqueio de estradas pelo movimento de caminhoneiros.

De acordo com a companhia, até as 15 horas de hoje (30), entraram 5.514 toneladas de frutas, legumes e verduras. A média diária é de aproximadamente 11 mil toneladas, ou seja, o entreposto da capital recebeu pouco mais da metade do volume que habitualmente comercializa.

Segundo a Ceagesp, os produtos vindos dos estados de São Paulo e Minas Gerais, como laranja, limão, caqui, abacate, batata, tomate, cenoura, abobrinha, chuchu, folhas, milho verde, e repolho, apresentaram elevação acentuada do volume ofertado. No entanto, mercadorias oriundas, principalmente, das regiões Sul e Nordeste estão em falta.

Dessas localidades, somente as cargas que estavam paradas nas estradas chegaram ao entreposto. Segundo a companhia, abacaxi, melancia, melão, coco verde, mamão, e outros produtos destas regiões deverão ter a oferta normalizada somente a partir da próxima sexta-feira.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informou que as empresas do setor reiniciaram hoje as atividades, gradativamente, de 46 unidades produtoras de aves, ovos e suínos pelo país, já que grande parte do abastecimento de ração foi retomado em diversos polos produtivos.

De acordo com a associação, alguns pontos de bloqueio persistem, impedindo o trânsito de cargas frigoríficas. “Ainda são relatadas situações de agressividade por parte de manifestantes contra os caminhoneiros que querem deixar os pontos de paralisação”.

Segundo o Sindicato Nacional dos Cegonheiros, categoria que transporta automóveis, as atividades estão sendo retomadas aos poucos. “Os cegonheiros estão rodando nas estradas, especialmente em locais de curta distância e onde há postos de combustível com diesel. Gradativamente, as operações devem voltar ao normal. No máximo, em 48 horas”.

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado São Paulo (Sincopetro), o abastecimento dos postos de combustíveis no estado deverá se normalizar até a próxima terça-feira.

Eixo levantado

O governo do estado, informou que, a partir de 0h de amanhã (31), os caminhoneiros que transitarem sem cargas pelas estradas do estado de São Paulo não pagarão mais pedágio sobre os eixos do veículo que estiverem suspensos, sem tocar o solo.

Segundo o governo, no caso da Rodovia Imigrantes, por exemplo, a economia para o caminhoneiro será de R$ 25,60 por eixo levantado. Se o caminhão estiver vazio e levantar até três eixos, a economia será de R$ 76,80. A medida foi publicada hoje em resolução da Secretaria de Estado de Logística e Transportes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *