Cinemark – 2

A importância de ser congruente

Por Katia Nascimento

Foto Pixabay

Eu sou muito observadora. Sempre fui. Mas, com a formação em Fonoaudiologia, onde o olhar mais amplo e atencioso me entregavam mais recursos para cuidar do meu paciente, isto foi muito potencializado. Depois vieram as formações de desenvolvimento pessoal e, agora, as formações de acesso a consciência, e assim, percebo tudo ainda mais ativo em mim.

Você deve estar se perguntando: “Kátia, mas o que isto tem a ver com Congruência? Afinal, este não é o tema deste artigo?” – e a resposta é:

TEM TUDO A VER AMADA!

TUDOOOOOO!

Sabe, nesta caminhada eu tenho observado o quanto a congruência é baixa ou nula em muitas pessoas, é um tal de se falar coisas que não se vive. É um tal de fazer pessoas infelizes e bater no peito sobre felicidade… Pessoas que se colocam numa posição de espiritualizadas, mas são separatistas, não praticam o perdão ou a compaixão, ou o amor… ahhhhh o amor. Não é julgamento, isto não me pertence mais, (pelo menos não o tempo todo) mas é uma observação dos fatos e uma chamada para termos mais atenção.

Eu sempre entrei de cabeça nas coisas e cuido muito do que eu faço, cuido muito das minhas clientes e cuido muito da minha energia… hoje, esta sou eu. Aprendi a importância do não julgamento e o como olhar o fato como apenas um fato é importante na vida (sem polaridade). Assim, hoje eu trabalho com o que de fato eu estudei, apliquei e vi resultados na minha vida, assim eu posso de fato ajudar as pessoas, porque conheço o caminho. Já estive onde a maioria das mulheres que me procuram estão e sei como ajudar.

Sei o que fazer para ser livre e feliz. Empoderada e se amar muito, mas muito mesmo e ter uma energia de felicidade de atração.

Sei o que é importante para mim (meus valores) e que ser fiel a estes me deixa mais empoderada e feliz. Portanto, faço minhas escolhas com cuidado e bem pautadas e respaldadas com muito amor e segurança em direção as minhas metas (das quais devemos ter CLAREZA).  Um dos meus valores é a família (minha amada filha) e eu cuido muito da nossa relação, do nosso tempo juntas, mesmo que às vezes eu esteja trabalhando em casa, mas tento estar presente.  Meus valores são:

Liberdade, Família, Reconhecimento, Aprendizado e Contribuição

Desta forma tudo que me leva a ser livre (no sentido mais amplo da palavra), melhora o meu relacionamento com a minha filha, o reconhecimento em torno da construção do meu legado (tem a ver com a minha meta), que me traga aprendizados novos afim de que eu possa traduzir em linguagens das pessoas que eu possa ajudar e desta forma contribuir, eu sempre estou aberta. Respeitando cada um destes campos e olhando sempre em direção a minha meta de vida, meu propósito, isto se traduz em Congruência.

Ser congruente, é ser fiel aos seus princípios, as suas metas, aos seus valores, agindo no mundo exalando isto, demonstrando isto, observando isto. Cuidar com amor de quem possui responsabilidades. Não adianta falar de amor se não vive o amor; não adianta falar de cuidado, se não se cuida; não adianta falar de perdão e compaixão, se não perdoa ou não se coloca no lugar do outro.

Portanto, eu te convido a ser mais congruente: SE AME MAIS. Não adianta “exigir” de alguém o amor, se você não tem a capacidade de dar. Se você não se ama, muito provavelmente não consegue amar o outro. Só temos a capacidade de dar ao outro o que transborda em nós. Não há nada mais congruente que ser amar para ser amada. Simples assim!

Leve este conhecimento para outras áreas da sua vida, estenda o conhecimento. Espero que aproveite estas reflexões.
Um grande beijo,

Com amor,

Kátia Nascimento

Leia os outros textos da Coluna – AQUI
Veja meus VÍDEOS – AQUI
Visite meu site – AQUI
katianascimento@folharj.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *