Hinode – 1

A mudança no interior reflete no seu exterior

Por Katia Nascimento

Paula Cunha - Arquivo pessoal

Ahhhh meninas, como a gente sofre não é verdade?

Somos tão pressionadas no nosso dia a dia que tem hora que a vontade que dá é furar um buraco no chão e se enfiar todinha ali. Tanta pressão, tanto medo, tanto desafio… Páraaaaaaaa o mundo que eu quero descer!
Quem nunca?

Pois é, mas a verdade é que não tem que ser assim! Que podemos manter o controle emocional, mesmo com tudo isto que às vezes acontece e nos tira do sério.

Não acredita em mim? Segue a leitura que vou te explicar:

A qualidade das nossas vidas está intimamente ligada a qualidade das nossas emoções e estas são muito definidas pelo modo que percebemos o mundo que nos cerca. Esta percepção é a lente como enxergamos o mundo (o que vemos, ouvimos, pensamos), e se resume na interseção das nossas Crenças e dos nossos Valores.

As nossas crenças são aqueles pensamentos que sempre aparecem e nos impedem de ser tudo aquilo que NASCEMOS PARA SER. O problema é que nem sempre eles são aparentes, a maioria das vezes eles são inconscientes e nos fazem agir de formas que nem imaginamos e somados aos nossos valores determinam o SIGNIFICADO que damos aos fatos.

Já os valores, é tudo aquilo que consideramos IMPORTANTE em nossas vidas, como família, segurança, sucesso, honestidade, liberdade, contribuição, etc…

Quando descobrimos como este filtro funciona, sua vida muda. Sabe por que? Porque passamos a ver,  reagimos a cada situação que nos acontece. Percebemos como interpretamos e as emoções que disparamos quando coisas parecidas acontecem. Entende?

Com consciência você começa a mudar a maneira que percebe o mundo e Fica mais atenta aos seus comportamentos que deixam de ser automáticos. E assim a vida muda!

Muda com AÇÃO. Claro!

Se quer algum resultado diferente, você precisa agir de maneira diferente e esta ação diferente só irá acontecer se você permitir a se conhecer. AUTOCONHECIMENTO É VIDA! 
Flor, não adianta gastar os tubos no salão e arrumar os cabelos divos e brilhantes, fazer as unhas, “rebocar a cara” (risos), nada disso adianta se você não souber quem você é e porque age como age. A beleza vem de dentro para fora, então cuide do seu interior.

Outra dica, é estimular a produção dos neurotransmissores responsáveis por MOTIVAÇÃO E PRAZER e reduzir aos hormônios responsáveis pela ativação do estresse. Quer uma maneira eficaz de conseguir as duas soluções? ATIVIDADE FÍSICA.

Neste movimento de cuidar da mente e corpo, você recupera a alegria de viver, aprende a controlar seus impulsos e não agir no piloto automático, e, ainda, transforma o seu corpo (seja lá o que isto significa para você – A Paulinha Cunha, esta diva aí da foto, sempre me diz o quanto o “corpo ideal é pessoal” e eu amei saber disso – abaixo a ditadura do corpo imposto).

Escolher se amar é muito mais que olhar no espelho e dizer que se ama, ou cobrir o rosto de maquiagem e se colocar diva para ir na padaria. É ter atitude, presença, vontade de viver e brilho nos olhos e você só consegue isto com autoconhecimento, autoconfiança e uma autoimagem muito bem estruturada… pautada em quem você realmente é e em como você deseja ser vista pelo mundo.
Seja tudo o que você nasceu para ser. Escolha se amar! Escolha ser feliz!

Escolha despertar todo o seu potencial de realização!

Um grande beijo e até a próxima!

Com amor,

Kátia

Para ler mais artigos da minha coluna CLIQUE AQUI.

Curta minha página no facebook: ESCOLHA SE AMAR

Se inscreva no meu CANAL DE VÍDEO

katianascimento@folharj.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *