Anthonia Helayel – Topo

Vencer pelas atitudes ou vencer pela discussão? Qual a melhor alternativa?

Por Alex Ribeiro

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Uma das coisas que a maior parte das pessoas acredita ser positivo, ou seja, vencer uma conversa com argumentos tendo um resultado imediato, tradicionalmente se torna uma situação bem perigosa! A má vontade e o ressentimento gerados posteriormente são muito maiores do que qualquer mudança (falsa) de opinião temporária das pessoas envolvidas! O ideal no geral, não discutir, demonstrar. E, se não puder demonstrar, mostre fatos e dados (foco na situação e não na pessoa).

Quando o assunto é estratégia pessoal é importante julgar nossos movimentos através dos seus efeitos nas pessoas! Ao discutir algum assunto, principalmente os mais polêmicos, nunca conseguimos saber exatamente os impactos que iremos gerar sobre os outros! Cada um tem uma cabeça, um viés, um entendimento singular e pessoal sobre a vida. Além disso, ao discutir lidamos também com a insegurança dos outros e isso é perigosíssimo, vai que tocamos em algum trauma pessoal! Inimigos surgem a partir de discussões não esqueçam!

Ainda falando sobre a discussão, tem também o famoso “Efeito Bumerangue”, ou seja, a pessoa concorda com você agora, mas depois de pensar melhor, discorda completamente e lutará contra você com unhas e dentes! Não importa se a pessoa muda de opinião por ter este hábito, ou por achar seus argumentos sólidos, sempre existirá a possibilidade de que ela, assim que você sair, diga para as pessoas que concordou com você porquê não estava com paciência para “bater mais palmas para maluco”.  Antes de discutir, avalie os possíveis impactos da conversa, e se a energia a gastar for grande, considere evitar a discussão como uma opção melhor!

Mas como a vida é cruel, por vezes precisaremos vencer, ou pelo menos ter uma postura firme com relação ao nosso posicionamento. E vamos de técnica então!  Se apertarem você em uma discussão, use de informações e estatísticas que validem o que você está dizendo, mesmo que os números sejam genéricos ou não verificáveis. Citações de grandes livros e autores de peso, da bíblia, e palavras difíceis e bonitas também vão dar uma capa poderosa para o seu argumento. Este tipo de técnica deve ser evitado no geral, mas para públicos que não sejam de seu círculo íntimo, podem servir bem como uma saída digna. Mas lembre-se, esta técnica é difícil de ser usada, e poderá ter graves consequências posteriormente, em poucas palavras, calcule seu risco antes dessa aposta arriscada.

Meus caros, atitudes tem poder, são fatos, e independentemente do constrangimento não geram mal-entendidos! Contra fatos nunca há argumentos! Logo, se ao invés de discutir você puder mostrar provas ou fatos que deem base para o seu argumento, ótimo!

“A verdade é geralmente vista, raramente ouvida.” Baltazar Gracián

Um exemplo que gosto de dar sobre discussão é o caso da construção da prefeitura de Westminster em 1688. Naquele tempo um dos maiores arquitetos da Inglaterra foi chamado para a missão. Ele era o Christopher Wren. Ao projetar a prefeitura idealizou uma laje gigante, sem colunas de suporte no meio, apenas suportada pelas paredes. O prefeito, ao ver o prédio pronto se assustou e pediu que ele pusesse uma coluna de sustentação no meio da enorme sala imediatamente, ele ficou com medo de que aquela laje gigantesca viesse abaixo. Wren, o arquiteto, não discutiu, simplesmente construiu uma pilastra no meio da grande sala! Todos ficaram felizes, mas a fama de Wren como grande arquiteto poderia ficar manchada para a posteridade. Não ficou! Anos depois, logo após a morte de Wren, uma reforma foi feita na prefeitura, e, ao pintarem a sala descobriu-se que a coluna no meio da sala  era falsa, ou seja, estava alguns centímetros abaixo da laje. Pronto, todos saíram ganhando e a fama de Wren foi eternizada.

Convencer por ações e atitudes não gera inimigos, ou pelo menos já os deixa sem muito o que fazer contra você! Isso de ficar discutindo mais parece brincar de Gangorra, e não leva a nada de produtivo, inclusive podendo gerar uma briga real, vias de fato mesmo!

“Não discuta. Em sociedade nada deve ser discutido: dê apenas resultados!”  Benjamin Disraeli

E para você, o que serve, mais atitudes ou mais discussões?

E vamos em frente gente, que 2018 já começou com tudo. Foco na estratégia pessoal e pé no acelerador!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *