Copemac-970×90

A Crise que o impede de enfrentar as crises

Por Altamir Lopes

confused-880735_1920

Tenho feito palestras e workshops nos últimos anos e em todos estes me perguntam o que eu estou “achando da crise”…

”Achando da Crise”? ‘Amigo – sempre tenho dito, ano após ano – se você “acha” que está ruim agora, espere, pois no final do ano que vem, você sentirá saudade do ano anterior…’ É o que tenho dito aos indagadores colegas.

Pessimismo? Não. Longe disso! Tanto o Pessimismo, quanto o Otimismo gratuito, podem deslocar os pensamentos e emoções das pessoas a um nível intangível de realizações ou de prostrações. Como gestor, tenho que me apegar a Dados, Princípios e Objetivos claros quando me prestar a fazer uma análise de situação seja ela frugal ou mais complexa.

“…lidar com “crise”, seja ela de qual natureza for, é uma das práxis fundamentais do ser humano…”

Dessa forma, tenho indicado vez após vez que, a despeito de quaisquer falácias ou de fatos verossímeis com os quais somos bombardeados o tempo inteiro, precisamos avaliar a situação diária, semanal, mensal e contextual da nossa sociedade de uma forma muito maior e mais madura do que simplesmente repercutir os conceitos que nos são apresentados na mídia, nos livros e até por nossos próprios pensamentos.

Assim, lidar com “crise”, seja ela de qual natureza for, é uma das práxis fundamentais do ser humano, seja biológica, psicológica, profissional ou socialmente falando.  SEMPRE, no sistema e na ordem mundial atual, haverá crise a ser enfrentada. E, enquanto esse mesmo sistema existir, também existirão os que se prejudicam com crises instauradas e os que se beneficiam delas, por variados motivos, sejam estes últimos virtuosos ou não.

Então, antes, muito antes, de achar que estamos passando por uma crise, que tal avaliar a crise de propedêutica mínima que a maioria de nós, humanos, possuímos  e que nos impede de fazer uma leitura de mundo, de vida e da realidade de forma consistente, madura e verdadeira? Essa crise de conhecimento, de preparação, de maturidade psicológica, de formação histórica, de fundamentação ética, de análise científica e de fundamento espiritual é constante e inexoravelmente imposta pelos detentores do poder. Liberte-se disso e saberá discernir exatamente o que é realmente uma crise. Pense nisso, e seja um bom gestor. Acesse www.altamirlopes.com

rodape jornal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *