IAPP – 1

Casamento no caminho das Bodas

Por Carla Ribeiro

Comemore anualmente a  convivência com sua parceria. Foto: Divulgação

Comemore anualmente a convivência com sua parceria. Foto: Divulgação

Casar e comemorar as bodas, principalmente de prata ou de ouro era o sonho de muitos casais há um bom tempo atrás. Socialmente estes casais eram muito bem vistos. Refletia o sinônimo de perfeição e de grande tolerância a qualquer diferença que existisse entre os dois. Era importante estarem juntos na mesma casa. Mesmo que a relação já estivesse desgastada e triste.

Comemorar bodas de ouro num casamento era um desafio cumprido pelo  casal. A festa era garantida pelos familiares das várias gerações. Para que todos tivessem o exemplo do “casamento perfeito”. Que por causa do número de anos do casamento representava socialmente que eram vitoriosos por isso. Mas nem sempre felizes.

E sempre vinha a mesma pergunta para o casal: “Qual é o segredo para tanto tempo de casamento?” Com toda certeza, este segredo, o casal descobriu junto e só serviria para eles mesmos.

Hoje em dia, as pessoas ficam muito intrigadas como um casamento pode durar mais de 10 anos. É como se as pessoas pensassem que hoje é impossível conviver por muito tempo juntas.

Ter um casamento de grande durabilidade não é sorte. É dedicação. Todos casam com uma idéia de como deve ser conviver diariamente com alguém. Mas é no dia a dia que o casal aprende a conviver com sua parceria. O grande segredo da convivência a dois. São os dois que devem descobrir juntos.

Casamento requer disponibilidade para um novo aprendizado. Nova forma de convivência, abdicar de determinados hábitos e comportamentos. Que, infelizmente, nem todas as pessoas se disponibilizam para aprenderem.

Respeito, ceder, dialogar, entender os hábitos, ter cumplicidade e companheirismo são alguns itens que devem acompanhar a vida conjugal. Com a convivência, uma pessoa sempre influencia no comportamento do outro.

Se o casal pensar: “Quero estar sempre aprendendo a conviver com você e com isso me melhorando também”. A convivência será mais flexível nas divergências e nas reconciliações.

Parceiros que não caminham juntos correm riscos constantes de escolherem caminhos diferentes.

Ter um casamento feliz e duradouro requer trabalho em conjunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *