Uninter – 1

2017 será o melhor ano do Brasil para o empregado e para o empregador

Por Altamir Lopes

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Se o título desse artigo o atraiu, provavelmente é porque você deseja muito que em 2017 isso seja verdade ou porque está duvidando muito de que isso seja verdade.

Mas a verdade é:  para que esse ano seja o melhor pelo qual você tenha passado no Brasil, dependerá – em grande parte – de você. E esse não é um artigo motivacional, nem com expressões do tipo “Você quer, você pode”, “Nunca desista dos seus sonhos” ou “Você é a única pessoa responsável por seu sucesso”. Não. Expressões como estas não passam de, no máximo, meias-verdades utilizadas (infelizmente) muitas vezes por pessoas que desejam manipular outras. Portanto, fique tranquilo e veja três pontos de como se pode fazer com que 2017 seja o melhor ano para você, empregado ou empregador ( Pelo menos no que depender de você e dentro de suas expectativas).

1 – O ANO DE 2017, JÁ DEVERIA TER COMEÇADO, NO MÍNIMO, EM MEADOS DE 2016: Sim, se você ficou esperando terminar 2016 para iniciar seus projetos em 2017, você já perdeu, no mínimo, aquilo que jamais recuperará: TEMPO. Não importa o que você estava planejando criar, fazer ou desenvolver em 2017. DEVERIA ter começado no ano passado. E se você pensar direitinho, perceberá que certamente teria feito algo mais, seja qual for o projeto, se tivesse tido um pouco mais de foco e menos procrastinação.

COMO SABER SE ISSO VAI ME AJUDAR A FAZER COM QUE 2017 SEJA MEU MELHOR ANO: Você vai fazer com que os planos para 2018 comecem a se concretizar agora. Não existe mais tempo hábil para fazer com que determinados projetos aconteçam agora em 2017 com o objetivo de desfrutar deles ainda esse ano. Nós já estamos passando por 2017. Agora é o ano da boa gestão. Economiza recursos, tempo, paciência e energia. Faça cursos de especialização, invista tempo nas relações humanas. Invista tempo, sobretudo com sua família. Não deixe certas coisas para 2018, pois perderá tempo novamente.

 

“AGORA É O ANO DA BOA GESTÃO. ECONOMIZE RECURSOS, TEMPO, PACIÊNCIA E ENERGIA”

 

2 – O ANO DE 2017 SERÁ AINDA MAIS RECESSIVO ECONOMICAMENTE DO QUE O ANO PASSADO. Muitos sentirão saudades de 2016 ( Afinal, pelo menos, tiveram grandes eventos para se distraírem…). A pior face da aparente crise que se diz estar passando nas terras tupiniquins é a crise de credibilidade. Afinal, nada pior do que fazer negócios com quem não se pode confiar.

COMO SABER SE ISSO VAI ME AJUDAR A FAZER COM QUE 2017 SEJA MEU MELHOR ANO: Racione inteligentemente suas despesas. Invista em conhecimento e relacionamento fortemente. Cumpra estritamente os prazos estabelecidos com seus pares de negócios. Renegocie dívidas e honre-as. Antecipe-se às dificuldades e aprimore sua comunicabilidade. Seja realmente diferente dos que não honram suas palavras, cargos e instituições. Em outras palavras, consiga crédito e credibilidade. Irão te ajudar, e muito, para 2018.

 

“A PIOR FACE DA APARENTE CRISE QUE SE DIZ ESTAR PASSANDO NAS TERRAS TUPINIQUINS É A CRISE DE CREDIBILIDADE. NADA PIOR DO QUE FAZER NEGÓCIOS COM QUEM NÃO SE PODE CONFIAR”

 

3 – EM 2016, A PREOCUPAÇÃO PRIMÁRIA ERA ENXUGAR DESPESAS. Embora tenha ajudado fazer isso, não adiantou muita coisa.

COMO SABER SE ISSO VAI ME AJUDAR A FAZER COM QUE 2017 SEJA MEU MELHOR ANO:Preste muita atenção: Se você for empregado, preste um serviço espetacular, aprenda mais funções e elimine as redes sociais no horário de trabalho. Junto com isso, coloque o seu currículo à disposição do mercado, ao passo que dá resultados na empresa onde trabalha. Se você for realmente Bom no que faz, você só será demitido se a empresa fechar e não somente por razões de redução de postos de trabalho. Para o empresário, a prioridade é – além do racionamento inteligente no uso dos recursos – o investimento em merchandising em ponto de venda, e no relacionamento achegadíssimo ao cliente. Tudo isso ajudará a fazer um  2018 bem melhor.

2017 pode ser um ano bem “menos pior” do que os outros. Pode ser igual aos outros. Mas pode ser um excelente ano para aprender que é injustiça dar honra e mérito para quem não se preparou para conquistar essas coisas. Sim, esse pode ser o seu melhor ano. O ano da lição.

Empregado e empregador: Medite nesses pontos, e quem sabe, poderá dizer, no final 2017: “Tive um feliz ano-velho”.

E se você tiver uma dúvida, crítica ou sugestão, deixe seu comentário aqui mesmo em nossa página ou escreva para altamirlopes@folharj.com.br ou assista https://www.youtube.com/watch?v=96-RL5MJK9Q

Abraços!

rodape jornal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *