IAPP – 1

Abstenções, brancos e nulos superam votos dos dois candidatos à prefeitura de BH

Por Edir Lima

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

Os dois candidatos que disputarão o segundo turno em Belo Horizonte (MG) tiveram menos votos juntos que o total de abstenções, nulos e brancos. No pleito realizado hoje (2), João Leite (PSDB) obteve a preferência de 395.952 eleitores e Alexandre Kalil (PHS) 314.845, o que soma 710.797. As abstenções (417.537) e os votos nulos (215.633) e brancos (108.745), totalizaram 741.915.

Com 100% das urnas apuradas, João Leite obteve 33,4% dos votos válidos. Já Alexandre Kalil registrou 26,56% da preferência do eleitorado. O segundo turno será realizado no dia 30 de outubro. A disputa será marcada pelo confronto de dois candidatos cujas carreiras políticas foram projetadas pela atuação profissional no futebol.

O tucano João Leite foi goleiro do Atlético-MG, nas décadas de 1970 e 1980. Até hoje é o atleta que mais vezes atuou defendendo a equipe mineira, com 684 partidas. Ele foi campeão mineiro 11 vezes e vice-campeão brasileiro em 1977 e 1980, sendo também convocado para a seleção brasileira em diversas ocasiões. Aposentado no futebol, João Leite passou a se dedicar à política e acumula seis mandatos deputado estadual de Minas Gerais. Ele também foi vereador da capital mineira.

Já Alexandre Kalil foi presidente do Atlético-MG de 2008 a 2014. Durante sua gestão, o clube contratou Ronaldinho Gaúcho e foi campeão da Copa Libertadores da América, em 2013, considerado o maior título da história do time mineiro. No ano seguinte ela também esteve a frente da conquista da Copa do Brasil pelo clube mineiro.Em 2014, Kalil chegou a registrar-se como candidato pelo PSB a deputado federal, mas desistiu do pleito após a morte de Eduardo Campos, que disputava a presidência da República pelo mesmo partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *