Uninter – 1

Alana Martins conquista medalha de prata para o Brasil no judô

Por Edir Lima

Alana Martins Maldonado perde por ippon para a mexicana Lenia F. Ruvalcaba Alvarez e fica com a medalha de prata na Paralimpíada Rio 2016 (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Alana Martins Maldonado perde por ippon para a mexicana Lenia F. Ruvalcaba Alvarez e fica com a medalha de prata na Paralimpíada Rio 2016 (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

O Brasil conquistou hoje (10) mais uma medalha de prata nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Na categoria até 70 kg, a judoca brasileira Alana Martins Maldonado perdeu a luta final por dois waza-aris para a mexicana Lênia Fabiola Ruvalcaba Alvarez, que ficou com a medalha de ouro.

Na primeira luta do dia, nas quartas de final, Alana venceu a britânica Natalie Greenhough por um ippon. Na semifinal, enfrentou a húngara Nikolett Szabo e conseguiu um waza-ari. Alana tem 21 anos e é de Tupã, cidade do interior de São Paulo.

As medalhas de bronze na categoria até 70 kg ficaram com Naomi Soazo, da Venezuela, e Gulruh Rahimova, do Uzbequistão.

O judô na Paralimpíada é disputado por atletas com deficiência visual, da classificação B1, a mais severa, à B3, a mais moderada. Todos competem juntos, em suas respectivas categorias de peso.

É a única arte marcial a fazer parte dos Jogos Paralímpicos, disputada desde Seul 1988, mas as mulheres só foram incluídas em Atenas 2004, 16 anos após os homens. No Rio 2016, judocas com deficiência visual lutam pelo pódio em sete categorias de peso masculinas e seis femininas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *