IAPP – 1

OMS diz que vacina contra zika deve ser testada em 18 meses

Por Edir Lima

syringe1

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informou hoje (12) que uma vacina para o vírus Zika, que pode estar relacionado com casos de microcefalia e problemas neurológicos, não vai estar disponível para ensaios clínicos antes dos próximos 18 meses.

“Apesar do cenário encorajador, as vacinas vão demorar pelo menos 18 meses para poderem estar prontas para um ensaio [clínico] em larga escala”, disse Marie-Paule Kieny, vice-diretora da OMS encarregada do departamento de Sistemas de Saúde e Inovação.

A vice-diretora acrescentou que a organização identificou 15 laboratórios que trabalham no desenvolvimento de uma vacina para o Zika.

A Organização Mundial de Saúde declarou, no início de  fevereiro, emergência de saúde internacional devido à possível relação entre os casos de microcefalia em recém-nascidos registrados no Brasil com o vírus Zika, apesar de declarar que esta ligação ainda não foi provada cientificamente.

Transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, o Brasil é o país mais atingido no mundo pela epidemia de Zika, com três mortes, em adultos, confirmadas.

O ministro da Saúde do Brasil, Marcelo Castro, é mais otimista. Ele acredita que a vacina estará desenvolvida e pronta para ser testada em humanos em um ano.

Uma parceria entre o Instituto Evandro Chagas, no Brasil, e a Universidade do Texas, nos Estados Unidos, deverá acelerar esse processo.

Mas, depois da fase clínica, é preciso passar para a fase de produção e distribuição. Com isso, o processo todo pode levar, três anos, como explicou Marcelo Castro.bNo próximo dia 23, a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde estará aqui no Brasil para acompanhar os estudos e as ações de combate à epidemia de zika.

Cerca de 15 técnicos norte-americanos que pretendem aprofundar os estudos da relação entre zika e microcefalia estão aqui no Brasil.

Segundo o ministro, já se pode apontar uma relação entre esses dois fatores porque, se antes o número de casos de bebês com microcefalia era de 150 por ano, agora esse número é maior. Até o momento, são 4.783 casos notificados e 404 confirmados.

com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *