Conquista Editora – Topo

É tempo de ser feliz

Por Gizele Toledo

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

E se o futuro lhe fosse revelado e você visse que aquilo que mais deseja na vida não se realizará? Ainda assim sua vida terá valido a pena?

Essa pergunta pode causar grande temor e resistência, mas é preciso ter a coragem de fazê-la e, mais ainda, a de respondê-la. Como você está percorrendo o caminho que o levará (ou não) aos seus objetivos?

Não há garantia de que o futuro nos reserva algo sequer parecido com aquilo que imaginamos. Por isso, tão importante quanto perseguir objetivos é cuidar para que a própria trajetória seja agradável.

Para que cada passo seja prazeroso devemos estar conectados com a nossa verdade. O que é essencial para você? Do que você não pode abrir mão? O que lhe faz bem?

Procurar organizar o nosso tempo, para que possamos nos dedicar suficientemente a cada aspecto que consideramos importante em nossas vidas, é uma forma de não criar arrependimentos futuros.

Se, por exemplo, eu entender que saúde, família, amigos, carreira, lazer são aspectos importantes da minha existência, então é bom que eu decida quanto tempo preciso me dedicar a cada um deles para que eu me sinta completa. A partir daí, devo procurar os meios de tornar essa equação possível.

“Querer é poder” parece clichê, mas a verdade é que quando queremos muito algo nós procuramos os meios para alcançar o objetivo. A questão deixa de ser “não posso fazer isso” para se tornar “como posso fazer isso?”, “de que modo poderei alcançar esse objetivo?” ou, mais especificamente: “como irei me planejar para que eu consiga organizar meu tempo de determinada forma?” E, então, colocamos nossa cabeça para pensar, inteligentes que somos. E encontramos uma maneira.

Ao contrário, se nos acomodamos na ideia de que “não podemos”, não trabalhamos a mente para que ela encontre a solução. E é claro que a solução não vem, pois ela é resultado de esforço, raciocínio e novos arranjamentos.

Também é notório que aquele que não se planeja, não se organiza, nunca tem tempo para nada. E, ao contrário, tem gente cujo dia parece ter mais de 24h, haja vista conseguir executar tantas tarefas e dar conta de tão diversos compromissos. Quando nos disciplinamos para cumprir a rotina à qual nos propomos, há tempo até para o descanso.

Organização, rotina e disciplina podem ajudar qualquer pessoa a encontrar tempo na vida para realizar hoje tudo aquilo que é importante para si, sem precisar aguardar o amanhã para ser feliz. Ou, se mesmo com toda a organização e empenho, não for possível encontrar tempo para o que realmente importa, talvez seja hora de reconhecer que há mudanças a serem feitas hoje, senão, é deixar a vida passar…

Metas sim, mas deixar de desfrutar o bem da vida é arriscado demais: o melhor é buscar um equilíbrio. Busque os meios de encontrar satisfação na caminhada e não só na linha de chegada. Assim, alcançando ou não os seus ideais, tudo terá valido a pena.

IMG_1216 (2)Gizele Toledo é jornalista formada pela PUC-Rio, especialista em Jornalismo Cultural, pela Uerj, e em Docência do Ensino Superior, pela Ucam.  Apaixonada pela vida, atualmente mergulha nas descobertas a respeito da felicidade, inspirando-se nos conhecimentos de escritores como Eckhart Tolle e Louise Hay. Gizele Toledo escreve contos, poesias, artigos e é autora do blog www.gizeletoledo.blogspot.com, intitulado Mania de Ser Feliz. Atuou como apresentadora de TV, repórter, produtora, roteirista, mestre de cerimônia, assessora de comunicação social. Em sua trajetória, frequentou escolas de jazz, ballet, sapateado, canto coral, teatro, redação, entrevista, interpretação para TV, modelo, manequim, empreendedorismo, inglês, francês, espanhol, alemão e Língua Brasileira de Sinais. Gizele Toledo é colunista da Folha do Rio de Janeiro, produzindo textos e vídeos que trabalham a autoestima, elevam o ânimo e motivam, com dicas para uma vida mais satisfatória e feliz. Acompanhe o trabalho da autora aqui e também no blog www.gizeletoledo.blogspot.com, no Facebook www.facebook.com/gizeletoledo2, no Instagram @gizeletoledo e no canal “Gizele Toledo” do YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *