Copemac-970×90

Rosberg vence GP do Brasil e garante vice-campeonato

Por Edir Lima

Nico Rosberg não sofreu grandes ameaças do companheiro de Mercedes Lewis Hamilton ao longo das 71 voltas e venceu de ponta a ponta o Grande Prêmio Brasil, em Interlagos, pela segunda vez consecutiva, sua quinta vitória na temporada de 2015, assegurando o vice-campeonato da temporada. O resultado impede o sonho de Hamilton, que ficou em segundo, de  levar a vitória inédita na terra do ídolo Senna.

Sebastian Vettel finalizou a prova no terceiro lugar e não tem como alcançar Rosberg no Grande Prêmio de Abu Dhabi, o último da temporada, marcado para o dia 29 de deste mês. O piloto da Mercedes vai aos Emirados Árabes Unidos com 297 contra 266 do ferrarista. Kimi Raikkonen ficou na quarta posição. Fechando o top-5, após fazer uma boa largada, Bottas não esteve também à altura das Ferraris.

Os brasileiros tiveram uma corrida discreta e não conseguiram empolgar o público em Interlagos. Felipe Massa foi o oitavo e Felipe Nasr apenas o 14º.

A verdade é que os carros da Mercedes sobraram neste domingo (15) em Interlagos. A Ferrari bem que tentou, mas não mostrou ritmo de corrida para se destacar.

Felipe Massa se manteve durante quase toda a corrida na mesma posição de largada (8º). Terceiro colocado no ano passado, o brasileiro largou e chegou em oitavo com uma volta de desvantagem após não se encontrar com o ritmo de prova. Para piorar, ele ainda foi reportado aos comissários da FIA, pois seu pneu traseiro direito estava 0,1 psi acima dos 20,5 que o regulamento recomenda. A Federação ainda pode tirar do brasileiro este resultado.

A corrida

Na partida, Hamilton saiu melhor mas não roubou a ponta do companheiro Rosberg. Vettel se manteve em terceiro, enquanto que Bottas assumiu o quinto lugar após sair de sétimo. O top-10 era Rosberg, Hamilton, Vettel, Raikkonen, Bottas, Kvyat, Hulkenberg, Massa Perez e Verstappen. Nasr era o 11º. Sainz foi o primeiro a abandonar.

Lentamente, Rosberg foi conseguindo abrir mais de 1s para Hamilton, evitando que o companheiro utilizasse a asa traseira móvel para tentar ultrapassá-lo. Vettel, Raikkonen, Bottas, Kvyat, Hulkenberg, Massa, Perez e Verstappen fechavam o top 10.

As paradas se iniciaram cedo, com Ricciardo abrindo a janela. Todos os pilotos entraram nas voltas seguintes, sempre trocando os pneus macios pelos médios. Após as paradas, ainda na volta 15, Rosberg liderava seguido de Hamilton, Vettel, Raikkonen, Bottas, Maldonado (que largara de médios), Hulk, Kvyat, Massa e Perez. Nasr ficou tempo demais na pista antes do pit stop e caiu para 15º.

Hamilton começou seu ataque a Nico Rosberg após a parada, sempre chegando mais no final da reta dos boxes.

Rosberg entrou na volta 33 para seu segundo pit. Hamilton acabou sofrendo com pneus mais desgastados no final do stint e perdeu terreno para o parceiro. A diferença aumentou para 3s. Na metade da prova o top-10 era Rosberg, Hamilton, Vettel, Raikkonen, Bottas, Hulkenberg, Maldonado, Kvyat, Massa e Grosjean.

Pouco houve na corrida até o final. Nico se manteve uma boa distância do companheiro Lewis, sempre em 2s. Parando pela terceira vez, o espaço diminuiu para 1s5, mas o tricampeão não ameaçou. No fim, Hamilton levantou o pé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *