Cinemark – 2

Parem de fazer encomendas quando alguém for viajar!

Por Carol Pires

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

A viagem foi fechada. Depois de tanta programação, roteiros, passagens, hotel, economia – “segura ali, solta aqui”. PRONTO! Tudo resolvido. A felicidade reina. Até que chega o momento em que você comete o maior erro de sua vida… Em uma casual e inofensiva conversa com algum amigo ou familiar, eis que, de relance, entre um papo e outro, você deixa escapar que irá fazer aquela tão aguardada viagem.

Já era, perdeu, sua trip não será mais a mesma. Essa pessoinha tão querida, com quem acabas de compartilhar a tua alegria, vai falar aquela famosa e amedrontadora frase que todo viajante experiente, mais dia, menos dia, teme ouvir: “ah, tem como você ver uma coisinha pra mim?…”. Ou ainda, “se eu te der dinheiro, você pode me trazer um creminho?!”. Dinheiro este que não compensa toda a chatice de procurar o tal do creminho (e que não compensa o peso na mala que será carregado depois), dinheiro este que sempre vem sem as taxas ou com a conversão errada ou, pior, dinheiro este que tu nunca verás a cor!

Sério, gente, pare de fazer isso. É chato, inconveniente e a “vitima” vai passar a viagem inteira lembrando que não pode esquecer a encomenda, assim como vai carregar consigo a preocupação de manter o “creminho” seguro e bem longe dos oficiais da Alfândega. Acredite, o pobre coitado que vai viajar provavelmente não vai ter coragem de te dizer “não”, mas vai ficar com uma raiva de ti que perdurará por séculos, até bem depois que a viagem já tiver acabado.

E as listas de encomendas? Sim, algumas pessoas fazem listas de coisas que você deve encarecidamente comprar. Não dá para acreditar, mas isso existe. SOCORRO! Há vezes em que o pedido chega a ser um iPhone, um iPad ou mesmo um vídeo game (com uma listagem dos respectivos jogos que você precisa comprar, claro).

Gente, como assim?! Bom-senso pra quê?!! E o medo que sentimos toda vez que as redes sociais nos mostram que temos mensagens? Quando o WhatsApp apita, já vem aquele arrepio. E quando a gente simplesmente não pode postar uma foto, tudo para evitar pedidos chatos e indesejados? Como faz para alimentar o Instagram assim?! Pela livre manifestação de fotos e vídeos das viagens, uni-vos!  Permitam que as pessoas relaxem e aproveitem a viagem que elas próprias pagaram e tanto aguardaram.

Pedir encomenda é o fim da picada. Você, caro amigo que sofre com isso, saiba que não está sozinho. Pode desabafar aqui no meu ombro. Sou solidária às suas angústias. Eu sei, eu sei, os inconvenientes existem e estão por toda a parte.

Já você, colega que não vai viajar, seja porque o dólar está caro, seja porque está sem visto ou sei lá por qual razão, pare de fazer encomenda quando alguém for viajar, por favor. Será que vale a pena perturbar o amiguinho dessa forma? Será que vale a pena ter as pessoas te evitando pois és um chato insuportável?

Pense, reflita. E não adianta ficar com raiva de mim, não, tá? Eu sou apenas a amiga fofa que está lhe aconselhando. Não quero que você passe por constrangimentos desnecessários. Mas se algum dia você já me pediu algum creminho… talvez eu esteja com raiva de você até hoje.

Brincadeirinha! :)

Até a próxima sexta-feira, minha gente!

Obrigada pelo desabafo!

Já me segue no Instagram? Não? Então segue lá:

@bycarolpires

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *