Salto Fino 1

Cunha diz que vai provar no Conselho de Ética que não mentiu na CPI da Petrobras

Por Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse hoje (9) que vai comprovar, em sua defesa no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, que não mentiu durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, quando foi perguntado se ele detinha contas bancárias no exterior. Cunha responde a representação no conselho por suposta quebra de decoro parlamentar durante depoimento na CPI.

“Eu tenho a mais absoluta convicção de que o que falei na CPI [da Petrobras] vai ser comprovado pela minha defesa no Conselho de Ética. Então eu não estou preocupado com isso. Tenho absoluta convicção de que tudo que falei tem absoluta comprovação e será feita na defesa a ser apresentada. Não estou nem um pouco preocupado com isso. Eu falei a verdade. No Conselho de Ética eu vou me ater à representação”, disse.

Segundo Cunha, é possível que seu advogado no Conselho de Ética apresente alguma defesa na fase preliminar de investigação. Nesta fase, o relator do processo, deputado Fausto Pinato (PRB-SP), deverá elaborar um parecer preliminar se a representação deve ser acatada e o processo deve prosseguir ou se deve ser arquivado. O parecer tem que ser votado pelos integrantes do colegiado. Cunha disse que ele mesmo poderá comparecer ao conselho nesta fase.

“É possível que o meu advogado apresente alguma coisa antes do parecer preliminar, até por que eu posso me manifestar em qualquer fase do processo”, disse. “A defesa mais formal seriaa posteriori. Alguma coisa deve ser apresentada antes do parecer preliminar”. Cunha informou que sua preocupação é fazer uma “boa defesa” para que todos tenham a convicção de que ele falou a verdade.

Em relação aos pedidos de impeachment apresentados à Câmara contra a presidenta Dilma Rousseff, Cunha disse que só deverá dar parecer depois do dia 15 e que nesta semana não deverá despachar nenhum dos pedidos protocolados na Casa.

Eduardo Cunha informou que na sessão de amanhã, a Câmara deverá votar a Medida Provisória (MP) 688, que trata das tarifas de energia elétrica. Segundo ele, o projeto sobre a repatriação de ativos no exterior deverá ser colocado em votação na quarta-feira. Na semana passada, o relator do projeto, deputado Manoel Junior (PMDB-PB), apresentou um novo parecer que foi discutido.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *