Copemac-970×90

Reinventar-se combate a crise

Por Simone Rabello

avenida larga com árvores nas margens direita e esquerda

Foto: Reprodução/Internet

Uma das coisas mais importantes em momentos de crise é não condicionar sua felicidade e seu sucesso a nada! Ter medidas de avanço não requer que você condicione a sua felicidade ao cumprimento delas, porque o caminho do sucesso, não raro, é muito mais vencer as próprias expectativas, o autojulgamento e um condicionamento secular de medir seu desempenho por medidas que talvez não sejam adequadas a você, bem como vencer desafios externos. Felicidade é escolha, escolha que se aprende a fazer da melhor maneira, cada um no seu tempo, e com as suas vivências e práticas. Quem já percorreu o seu caminho pode ser sempre um conselheiro de valor, e a observação e autoconhecimento ferramentas indispensáveis. Reinventar-se em momentos de crise é uma oportunidade que muitos são obrigados a aproveitar, muitas vezes por estar numa situação no melhor estilo Jurassic World, a beira do penhasco com um “Indominus Rex” querendo te almoçar!  E em momentos assim, a coisa mais fácil é estar infeliz e reclamando de tudo. Afinal, alguém tinha que ter fechado a jaula do monstro!

A crise econômica é uma das crises que mais incomoda e revela nossos traços bem interessantes. Vamos lá…quem resiste a compartilhar um “meme” que tira sarro da corrupção, da presidente da república, do ex-presidente? É uma onda de reclamações e acredito que essa inocente brincadeira de expressar seu descontentamento pode te fazer mais mal do que você pensa! Reclamar não é um bom hábito para quem precisa ou quer se reinventar e driblar a crise, qualquer que seja ela, econômica ou não. Entrar numa outra faixa vibratória é, entre outras coisas, sem se lamuriar, treinar o pensamento para buscar novos horizontes e aprendizados. É uma prática salutar que a tecnologia, com a mesma mão que nos dá, tira! Temos muito mais informações disponíveis hoje ao toque dos dedos e onde quer que estejamos, do que há 20 anos! As gerações encontram-se e trocam experiências e histórias todos os dias sem aquelas separações históricas de crianças no quarto e adultos na sala, homens na sala e mulheres na cozinha. Netos, hoje, ensinam seus avós a jogar em tablets, avós namoram e vão fazer cruzeiros de volta ao mundo, a dinâmica da vida nos permite muito mais hoje do que nos engessados anos 70 e 80. Os saudosistas que me perdoem, mas o passado nos deixa lições e um presente com os quais temos que viver, então façamos melhor do que ter saudades do que era bom. Inventemos novas coisas boas! E sejamos gratos por ter vivido o melhor de uma época bonita!

Aprender, estudar de todas as formas que são possíveis, cuidar da saúde, comer de maneira saudável e cuidar da alma, do espírito, cuidar de manter as energias vibrando longe de tragédias, reclamações e negativismo constituem o básico para atravessar o dia e fazê-lo produtivo e rico para você e para os que te cercam. Não se medir por critérios externos que te deixem para baixo, aprender que você pode mais e confiar em suas capacidades e habilidades, sempre se instruindo para estar melhor e aceitar-se como é, são posturas de quem atravessa qualquer tempestade com coragem e determinação. É fundamental cuidar-se! Dar tempo a si mesmo para experimentar e cuidar das energias! Aprender a fazer isso é aprender a viver melhor, e como todo aprendizado possui muitas disciplinas novas. Comece experimentando! Experimente meditar, fazer ioga, dançar, terapia com cristais, acupuntura, psicoterapia, experimente passear com seu cachorro, conversar com seu filho, fazer piquenique no quintal, desligar a TV e o celular ao almoçar e jantar, e principalmente quando estiver com seus amores (filhos, namoradas, mãe, pai, irmãos e amigos), requisite bom humor e atenção deles quando estiverem perdidos no “zapzap” e respirando a menos de meio metro de você! Relacione-se, reinvente-se, abra-se para a vida, ela também vai se abrir pra você! Comece por você e acredite que não importa quantas vezes você ache que está começando. O chão se refaz debaixo dos seus pés a cada passo, todos eles serão os primeiros e por isso o mundo diante de você será sempre novo. Apenas ouse caminhar.

One thought on “Reinventar-se combate a crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *