Uninter – 1

Perdi o emprego! Vou montar um negócio! E agora?

Por Alexsander Sena

 

Há muitos anos nós brasileiros não passávamos por uma crise como esta!

Os nossos jovens das gerações Y e Z nunca passaram por isso e não sabem como se comportar. Nós da geração X e os que nos antecederam, conhecidos como Baby Boomers – que já passamos por isso – lhes saudamos! Sejam bem-vindos.

Mas não é sobre isso que iremos falar no artigo de hoje, mas nos efeitos nocivos que esta crise está causando! Diante do que estamos enfrentando veio um dos inúmeros resultados negativos, a alarmante onda de demissões no mercado.

Qual é o desdobramento disso?

Milhares de pessoas sem conseguirem recolocação profissional, abrindo negócios sem nenhuma experiência empresarial, e que fatalmente farão parte das tristes estatísticas de empresas que falirão antes de chegar ao segundo ano de vida.

Diante dessa trágica realidade resolvi trazer neste artigo e nos que o sucederão “dicas de como se preparar para a abertura de um negócio”. Apresentarei basicamente o caminho a ser trilhado para que você não se perca e não se dê mal no mundo dos negócios, assim como o uso de algumas ferramentas muito úteis para quem viverá de gerir coisas e pessoas.

Então vamos lá! Abordarei o tema de forma objetiva, mas convido você a pesquisar mais a fundo sobre as informações que passarei.

Dica número #1: Antes de pensar em montar qualquer negócio, planeje com sua família como ficarão as despesas de casa.

O momento é de administrar o pouco e ainda economizar! Crie um orçamento familiar enxuto, cortando todos os gastos com supérfluos para evitar tudo que for desnecessário.

Dica número #2: Defina se você montará um comércio ou se prestará algum tipo serviço.

Isso fará toda a diferença. A primeira opção colocará você em uma zona de maior perigo ou risco, pois provavelmente consumirá suas reservas na compra de equipamentos, matéria-prima e insumos. Já na prestação de serviço, a segunda opção, você contará basicamente com seu conhecimento, suas habilidades pessoais e relacionamento para que o indiquem a novos clientes.

Por isso, pense bem!

Dica número #3: Desenvolva um planejamento estratégico.

Para você definir quais serão seus objetivos e estratégias que serão usadas para alcançá-los, para conhecer as forças e fraquezas da nova empresa, assim como as ameaças e oportunidades que você enfrentará no ambiente externo.

A finalidade é desenvolver estratégias para alcançar os objetivos e tomar conhecimento dos riscos e oportunidades gerados pelos fatores externos.

Lembre-se que será imprescindível investir tempo e dedicação na criação do negócio e no planejamento. Assim, você desenvolverá as ações comerciais, de marketing e operacionais para que sua empresa não sofra os impactos do mercado.

Durante esse trabalho, procure responder perguntas como:

  • Qual a relevância do meu negócio para o mercado?
  • Quem somos?
  • Aonde queremos chegar?
  • Quem serão as pessoas envolvidas no negócio?
  • Que habilidades preciso ter para atingir o sucesso?
  • Quanto precisarei investir na minha empresa até ela se sustentar e depois dar lucro?
  • Precisarei contratar pessoas? Elas precisam ter que tipo de C.H.A. (conhecimento, habilidade e atitude)?
  • Quantos meses irei suportar?
  • Alguém irá contratar ou comprar meu produto neste momento de crise?
  • Onde irei montar meu novo negócio existem concorrentes por perto?
  • Quem é meu público alvo (idade, sexo, profissão, local)?
  • Que tipo de marketing precisarei fazer? Conheço algo de marketing?

 

Essas são perguntas que precisarão ser estudadas, avaliadas e respondidas, pois quanto mais informações forem levantadas melhor.

A maioria dos novos empreendedores ainda negligencia a importância desta fase de criação do negócio, e sai montando o “sonho” no calor da emoção. Quando se deparam com a realidade e com os problemas que não previram… começa o desespero. Aí pode ser tarde demais!

Resumindo, o planejamento estratégico funciona para o empreendedor como uma bússola, e se você se considerar como um marinheiro no meio do oceano, cheio de tubarões (concorrentes), sem saber que caminho fazer e como chegar (objetivos), fatalmente você se perderá e morrerá em alto mar!

Existe muito material gratuito e de boa qualidade na internet que pode ajudá-lo a estruturar um bom “P.E.”, mesmo que você nunca tenha feito este tipo de trabalho. Mas caso considere melhor recorrer à ajuda profissional, busque instituições sérias e respeitadas como o SEBRAE, especialista em ajudar o desenvolvimento de micros e pequenos empresários.

“Mas, o que faço agora com toda esta informação?”

Dica número #4: Desenvolva um planejamento tático.

É no plano tático que você irá traduzir e interpretar as decisões estratégicas em partes mais detalhadas, até chegar finalmente no plano operacional.

Dica número #5: Desenvolva um planejamento operacional.

No plano operacional deve-se implantar o grupo de ações, monitoradas e controladas. Isso tudo para você não correr riscos desnecessários.

A essa altura do campeonato você já deve estar pensando: “Mas será que realmente precisarei fazer tudo isso tudo?”.

“A estratégia torna as escolhas sobre o que não fazer
tão importante quanto as escolhas sobre o que fazer”

Michael Porter (famoso autor de inúmeros livros de Administração
e professor de Harvard Business School)

Costumo dizer que todos nós temos opções na vida, mas que oportunidades não costumam bater à porta das pessoas inúmeras vezes. Os que estiverem mais preparados irão usufruir do benefício advindo do esforço, dedicação, disciplina e, claro, do talento que cada um carrega!

Para concluir nosso artigo de hoje, vamos relembrar as dicas apresentadas:

#1. Faça um controle financeiro familiar

#2. Defina se você irá montar um negócio de serviço ou comércio

#3. Faça o Planejamento Estratégico

#4. Desenvolva o Planejamento Tático

#5. Inicie o Plano de Ação ou Operacional

 

Assim, quando você conseguir praticar as dicas de hoje, certamente estará largando à frente da maioria de pessoas que têm sonhos mas não conseguem transformá-los em realidade.

Pense nisso, conte comigo e até a próxima semana!

Estarei torcendo pelo seu sucesso!

Eu sou Alexsander Sena, consultor empresarial, coach, mentor de carreira, e estudioso do desenvolvimento da capacidade humana.

One thought on “Perdi o emprego! Vou montar um negócio! E agora?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *