Hinode – 1

Procrastinação – O maior ladrão do tempo. Você é uma vítima?

Por Márcio Silveira

foto: Reprodução/Internet

Foto: Reprodução/Internet

Não pare de ler este artigo! Não deixe para depois, pois é provável que você adie para “algum dia”, e não o lerá nunca mais. Você pode ler este artigo inteiro em apenas 4 minutos. Topa o desafio?

A maioria de nós tende à procrastinar tarefas importantes. Mas no dia-a-dia quase não usamos a expressão “procrastinar”.  Este hábito é popularmente conhecido como “empurrar com a barriga”, “deixar pra depois”, “enrolar” e por ai vai. Mas por que fazemos isso? Procrastinamos algumas atividades porquê:

  •    São demasiadamente longas;
  •    São consideradas chatas e entediantes;
  •    Possuem um alto nível de dificuldade;
  •    Achamos que rendemos melhor “em cima da hora”.

Por detrás dessas questões, podem estar outras razões mais profundas. No livro The Now Habit, Neil Fiore escreveu: “As três questões principais por trás da maioria dos problemas de procrastinação são: sentir-se vítima, sentir-se incapaz e o medo do fracasso.”  Seja lá quais forem as razões, a adoção de algumas estratégias podem ajudar. (Sabia que já leu 25% do artigo? Continue!)

  1.        Divida tarefas grandes

Divida-a em tarefas menores e date os dias de execução para cada uma dessas tarefas. Faça isso ao longo da semana, NUNCA no mesmo dia, pois psicologicamente ainda terá vontade de adiar. Faça um planejamento semanal escrito ou digital com hora marcada, levando em conta possíveis imprevistos. Em relação à tarefa inteira, estipule uma data de término.

  1.        Operação Shutdown

Quando uma tarefa é chata, QUALQUER coisa é mais interessante do que ela. Então, desligue alertas de celular, e-mail e outros que possam roubar sua atenção. Retire do ambiente objetos que lhe distraiam. Comunique a outros que você não pode ser interrompido por X horas. Desconecte-se do mundo ao seu redor para se conectar com sua tarefa.

  1.        Mude sua crença

Se você acredita que possui um melhor rendimento em “cima da hora”, pode até estar correto. Mas isso só acontece porque você condicionou sua mente a pensar assim. Logo, mesmo quando tem tempo de sobra para executar sua tarefa com calma não a fará, pois o padrão de pensamento é: “Posso realizá-la depois, sei que resolverei isso.” É importante alertar que os estudos de Christian Barbosa, citados em seu livro A Tríade do Tempo,  provam que adiar a execução de tarefas apenas diminui sua produtividade e aumenta o estresse. Estabeleça uma nova crença, do tipo: “Quanto antes me planejar para executar essa atividade, mais tempo e qualidade de vida terei.”

  1.        Utilize recompensas

SEMPRE se recompense com períodos de descanso de 5 a 10 minutos, quando trabalhar de forma intensa por 90 minutos. Não faz bem ficar sentado(a) por muito tempo. Faça um alongamento, beba água ou utilize esse período para fazer um lanche.

Utilize também uma recompensa maior ao término da tarefa inteira. Pode ser qualquer coisa: Seu doce preferido, ir à um bom restaurante preferido com sua esposa (ou seu marido), comprar algo presente contido em sua lista de desejos, etc. Se possível, mantenha este presente sob custódia de alguém que apenas permita seu usufruto quando a tarefa for plenamente concluída. (Você já leu 80% do artigo, parabéns!)

5.      Pense no objetivo maior por detrás da tarefa

Suponhamos que você precisa redigir uma longa planilha com muitos dados, mas que lhe ajudará no controle de gastos, o que por sua vez economizará tempo e dinheiro futuramente. Esta tarefa não é uma simples planilha; é um meio de economizar dinheiro e construir mais tempo livre para usar em tudo aquilo que é importante na sua vida.

6.       Delegue

É comum tentarmos fazer tudo sozinhos, mas acostume-se a delegar tarefas mecânicas. Dessa forma é possível concentra-se em tarefas mais relevantes e estratégicas.

Vencer a procrastinação é um trabalho árduo, mas com frutos doces. Sua vida ficará mais leve, terá sensação de que o tempo está passando na velocidade certa e sentirá maior realização, à medida que se dedicar a tarefas relevantes, ainda que sua execução não seja agradável. Mesmo que ache um desafio se condicionar às sugestões citadas, lembre-se que toda mudança é difícil no início, mas fica mais fácil à medida que ganhamos prática. E a prática, leva à perfeição.

Qual sugestão mais gostou? Comente!

 

One thought on “Procrastinação – O maior ladrão do tempo. Você é uma vítima?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *