Hinode – 1

Top 5 comidas favoritas dos australianos que você não encontra no Brasil

Por Raissa Valentim

Vou apresentar nesta matéria as cinco comidas mais populares entre os australianos que você não encontra no Brasil.

 

Meat Pie

Essa tortinha de carne, é uma herança dos Britânicos. Feita com dois tipos diferentes de massa (base feita com massa salgada, estilo massa podre e o topo leva massa folheada) e o recheio é cremoso de carne (pode ser moída ou em pedacinhos). Seguindo esta receita básica, chefs australianos e donas de casa desenvolvem suas próprias receitas. O interessante é que o recheio da torta pode ser feito de diversas formas. Pode tomar uma tendência mais étnica, adicionando-se o curry, por exemplo, ou dar um toque mais gourmet, fazendo o molho com redução de um bom vinho tinto de personalidade, como o Shiraz. Para aqueles que não comem carne vermelha, existem as de frango, de coelho e as vegetarianas. Esta delícia é muito consumida na hora do almoço, por crianças, jovens e adultos! Não consigo pensar em um prato mais democrático que esse!

Imagem extraída do site www.buzzle.com

A meat pie foi reconhecida como prato nacional pelo site internacional buzzle.com

Sausage Sizzle

O sausage sizzle é uma espécie de cachorro-quente, mais assemelhado a um pão com linguiça que os australianos adoram! Este prato é preferência nacional em eventos ao ar livre como torneios escolares, feiras e almoço em família. As salsichas (não temos nada parecido no Brasil) são feitas na churrasqueira, junto com as cebolas. Ao final do cozimento, coloca-se a salsicha em uma fatia de pão de forma com as cebolas no topo e está pronto! Pode-se colocar também Tomato Sauce (Ketchup Australiano) e mostarda. Voilá!

Criança segurando um sausage sizzle completo

Criança segurando um sausage sizzle completo

Pavlova

Vamos adoçar esta lista um pouco. Continuando, apresento a sobremesa mais apreciada em toda a Austrália. A Pavlova! O doce que leva o sobrenome de uma famosa bailarina russa, a Anna Pavlova, é uma espécie de merengue com cobertura de frutas. Por isso, sua receita leva claras e bastante açúcar. O equilíbrio no paladar se dá através da cobertura, que leva Chantilly e frutas vermelhas. Isso ajuda a quebrar o doce do merengue, tornando esta sobremesa extremamente comum nas reuniões de família e amigos.

Sobremesa decorada com creme Chantilly e frutas vermelhas.

Sobremesa decorada com creme Chantilly e frutas vermelhas.

Sausage Roll

Voltando para lado salgado da coisa, trago para a lista o Sausage Roll. Da mesma família das Tortinhas de Carne (Meat pies), esse rolinho é muito consumido no horário do almoço. Seu recheio é feito da carne que fica no interior das salsichas, misturado à carne moída, migalhas de pão umedecidos no leite e temperos (cebola, sal, pimenta do reino e salsinha). Tudo isso é enrolado em uma generosa camada de massa folheada, pincelada com ovos e levada ao forno. Sua textura é crocante por fora e úmida por dentro, levando o paladar ao verdadeiro fascínio.

Sausage Rolls saídos do forno.

Sausage Rolls saídos do forno.

Tim Tams

Vamos finalizar esta lista com chave de ouro e, por isso, apresento os Tim Tams! Não são considerados uma sobremesa em si, mas biscoitos que são bastante especiais e podem ser adaptados em receitas de pavês, Cheesecakes e tortas, se a intenção for prestigiar a gastronomia australiana. Basta uma mordida para se tornar viciado nessa biscoitinho de chocolate!

Delicioso biscoito de chocolate, recheado de chocolate e coberto de chocolate!

Delicioso biscoito de chocolate, recheado de chocolate e coberto de chocolate!

Artigo escrito por Raissa Valentim

One thought on “Top 5 comidas favoritas dos australianos que você não encontra no Brasil

  1. fdsfsdf

    Now, there are different factors involved in this process, which determines the friendliness of a website. Therefore, given that marketing is so to speak at the core of any business, if you want to sell well, you have to advertise well, and you can do this on the internet, given it is the best means to help you achieve your goals to this effect due to its massive exposure and incessant expansion. Even so, I believe Kris Roadruck made a lot of good sense in his comment when he explained that, "Doing [the redirect] can certainly help would-be linkers know which is the appropriate address to make use of when linking.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *